segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Eu me remexo muito...(parte II)

Não muito distante da primeira saga desses animais, pois não gostei muito nem do primeiro, um filme sessão da tarde, piadas forçadas e nada muito novo.
E o pior sem a musiquinha "Eu me remexo muito".

regisous@

sábado, 13 de dezembro de 2008

Noite...

O sol se vai com a hora
despede-se, com a presença da lua,
As pessoas todas esperando alguma coisa
de um sábado a noite.
Escuto os sons dos clac clac dos sapatos e sandálias
das mulheres do apartamento de cima.
Os carros na rua já não são tão discretos com seu som.
E os sons da noite vão ficando mas perceptíveis.
A novela acaba e com ela o medo:
Será outra daquelas noites?
Os repórteres do Globo sempre fiéis,
o dvd alugado mais cedo, demonstra uma insegurança
outrora adormecida.
Um filme, dois filmes e com o seu fim percebo
o silêncio da madruga.
Sinto fome, abro a geladeira e vejo-a cheia de ansiedade,
nostalgia e pouca vontade de sair dessa situação.
Me entrego as leituras que tem me salvado de mim.
Começo a pensar: É, mais uma noite onde muitos dormem
e eu não encontro paz,
pois pra mim dormir é isso.
Vejo que a madrugada não está tão escura mais,
e os ônibus começam a rodar denovo.

Preciso dormir

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Garota Interrompida.

Assisti esse filme hoje, sob a indicação da Professora Ana Paula Chaves de um curso de especialiazação que estou fazendo (Neuropedagogia e Psicanálise).
Um exemplo clássico de uma pessoa Borderline.
Vou transcrever uma parte do filme que me transportou pra dentro da telinha da TV:

"Quando você não quer sentir nada
a morte pode parecer um sonho.
Mas ver a morte,
vê-la de verdade...
mostra como é ridículo sonhar com ela.
Talvez haja um momento quando crescemos...
Em que perdemos uma casca. Talvez...
Procuramos segredos por não acreditarmos na mente.
Eu sentia falta de Lisa, mas a vida era mais fácil sem ela.`
É difíciul controlar o pensamento.
Só sei que comecei a sentir tudo de novo.
Não sabia o que eu era...
Mas sabia que só havia um jeito de sair:
usar aquele lugar.
Falar.
Então, eu vi a maravilhosa Dra. Wick três vezes por semana...
e falava tudo que me passava pela cabeça.

Meio louco, mas me sinto assim.

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Toda Mafalda - da primeira a última tira.

Comprei esse livro ontem...
Está na minha lista de leituras nessas férias juntamente com outros três.
Estou me acabando de rir com essas tirinhas.

Sugiro a todos...regisous@

Encontrei esse vídeo hoje...Me bateu uma saudade!

video

Meus três sobrinhos , Áttyla, Frederico e Marcelo e minha irmã mais nova Valquíria em um dia de futebol na chácara da minha mãe. Eu sou o cinegrafista, a Vilma é a juíza no jogo Verde X Vermelho, tem o mascote Sasque e a torcida ao fundo, minha mãe a Viviane (minha irmã mais velha), o Danilo (numa tristeza) e meu tio Divino. Todos felizes

Saudades da infância...

Saudades da família...

Saudades do meu pai...

Saudades de mim mesmo.

regisous@

domingo, 7 de dezembro de 2008

Como é bom ser lembrado por quem a gente admira!

Recebi essa poesia de uma pessoa que admiro demais

"Não sei quantas almas tenho.
Cada momento mudei.
Continuamente me estranho.
Nunca me vi nem acabei.
De tanto ser, só tenho alma.
Quem tem alma não tem calma.
Quem vê é só o que vê,
Quem sente não é quem é,

Atento ao que sou e vejo,
Torno-me eles e não eu.
Cada meu sonho ou desejo
É do que nasce e não meu.
Sou minha própria paisagem;
Assisto à minha passagem,
Diverso, móbil e só,
Não sei sentir-me onde estou.

Por isso, alheio, vou lendo
Como páginas, meu ser.
O que segue não prevendo,
O que passou a esquecer.
Noto à margem do que li
O que julguei que senti.
eleio e digo : "Fui eu ?"
Deus sabe, porque o escreveu."

- Lembrei de vc quando li isto. Tirei o dia hj para ler, baixar música e "orkutar", rsrsrs - by Núbia Rejane.

Obrigado Amiga...
regisous@

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Kung Fu Panda


De presente hoje me dei um dia de filme e pipoca.
Agora estou na sala da minha casa no meu colchãozinho na sala com meu amigo Aizen, meu computador e os cinco furiosos do filme Kung Fu Panda, um ótimo filme da DreanWork`s.
Logo após esse filme vou assistir "Indiana Jones e o reino da caveira", filme repetido também, mas não to afim de ficar pensando hoje...Adoro filme repetido.

regisous@

É hoje... 29 anos.

O último dia de mais uma década de vida.
Já se foram três completas. Estatisticamente mais de um terço da minha vida já se foi.
E ainda me paro perguntando. "O que eu quero ser quando crescer?"
No livro Histórias para aquecer o coração" , tem uma que fala sobre isso...
"Uma mãe de três filhos, com uma vida muito bem estruturada, com um bom marido, a carreira profissional dos sonhos, um belo dia é abordada pela sua filha de 5 anos com a seguinte pergunta:
- Mamãe o que você quer ser quando crescer?
A Mãe sem resposta ficou pensando: Devemos sempre olhar pra frente como os olhos jovens de uma criança, pois para eles sempre podemos ser qualquer coisa que queremos."

É tão importante mesmo tendo 29 anos ainda pensar que se pode crescer.
Hoje entendo por que CMJ aos 44 anos se dispõe a entrar numa faculdade de fisioterapia e encarar tudo com uma garotada de 2 gerações mais jovem. E ainda por cima sair muito bem.

Enfim, que venha a 4ª década de vida, e com ela muitos sonhos e o mais importante: Que eles sejam realizados.

regisous@



quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Mais um presente que recebi hoje...

video

Ontem recebi essa mensagem, em um email, de um amigo lá de Iporá.

Adorei, por que gosto muito da Allanis, e tenho passado uns dias que eu pensava ser difícies, mas depois dessa mensagem....

Minha vida é muito boa!!!

Obrigado Rennio César, és um amigo muito querido.

regisous@

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Histórias para aquecer o coração.

Terminei de ler esse livro hoje.
Um livro "água com açucar": Fácil e que acalma a gente.
Enfim...gostei, veio numa hora de tribulação e me fez visualizar os pedregulhos como pequenos cascalhos.


regisous@

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Ja comecei a ganhar presentes de aniversário.


Meu niver é só dia 04 deste mês e já comecei a ganhar presentes.
Mas o que mais me chamou atenção foi um livro que ganhei da minha amiga Valquíria Nunes, O guia dos curiosos - Língua portuguesa, de Marcelo Duarte.
Gente!!! Vocês não tem noção o tanto que esse guia é interessante. Sempre que ler algo legal vou postar aqui para gente aprender e rir um pouco.
Pra começar vocês sabiam que a palavra curioso vem do latim curiosus e , curiosamente tem o mesmo radical de "curar"?
Quem sabe essa é nossa grande missão (nós os curiosos): Curar a sede de respostas de todo mundo.

Amei Val...beijos
regisous@

domingo, 30 de novembro de 2008

Depois de 15 dias...

Gente passei por maus dias...
Aconteceram tantas coisas.
Viajei denovo...
Fui onde um dia nunca pensei em ir, e depois que fui, pensei nunca mais voltar.
Andando pelas ruas daquela cidade viajava nos meus pensamentos e ao mesmo tempo sem saber o que pensar.
Cheguei em Goiânia...
E com a volta veio uma gripe violenta, uma resposta do meu corpo a tribulação da minha mente.
Uma grande e querida amiga me assusta com uma crise de cansaço.
O trabalho atrasa.
A grana fica curta.
E o sono vai embora.
Começo a entrar em desespero e choro sem saber o por quê.
Na TV, uma tristeza sem fim, a chuva que deveria trazer somente a fonte de vida e com ela a esperança no amanhã, traz também o barro em Santa Catarina e levam as casas para o chão.
O som do meu carro pega fogo e pra finalizar meu celular (que só paguei uma mensalidade) é lavado dentro do bolso de uma calça.
Dá para entender porque não postei a tanto tempo?
Mas o sol sempre volta a brilhar.
regisous@

sábado, 15 de novembro de 2008

Sábado em casa...


Um sábado diferente hoje.
Apesar de mais uma vez ter visitas em casa, meu sábado esta diferente.
Tenho muito trabalho a fazer, mas resolvi ficar um tempo sozinho comigo mesmo, mesmo não estando tão sozinho.
Sozinho com meu micro,
com meus filmes (musicais preferidos),
com meus livros e com meu colchão na sala.
Mesmo minha irmã mais nova, Valquíria, com seu namorado me visitando, consegui uma folguinha para mim...estava precisando.
Eles foram para o cinema e o Lu esta tirando sua soneca de final de semana
Isso me faz pensar o quanto estou feliz e angustiado ao mesmo tempo.
Vontade de sumir de todo mundo e ao mesmo tempo de todo mundo estar ao meu redor.
Vontade de ficar rico de uma hora pra outra e ao mesmo tempo viver na ignorância do que é prazeroso e envolvente.
Vontade de ter super poderes para salvar as pessoas, quem sabe salvar a mim mesmo.
Vontade de não nascer, pois de me matar sei que nunca terei tamanha coragem.
Vontade de voltar no tempo e fazer tudo diferente, mas não sei se conseguiria fazer diferente.
Mas pensando bem. Acho que tudo isso pode ser resolvido com um donuts
Vou comprar um...

até o próximo sábado.
regisous@

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Qual a medida do seu amor?


Bom, como todos sabem, sou professor de matemática, uma matéria fria, "exata" e que por muito tempo segregou as pessoas entre quem as sabe e quem não as sabe.
Hoje dando aula sobre "por quê medimos as coisas? O que levou o homem a querer medir tudo?", fiquei pensando: Como se mede o amor?
Me lembrei de um musical - mais uma vez os musicais no meu dia-a-dia, pra mim tudo podia se resumir em música. Sou do tipo que músicas falam por mim e que minha vida tem trilha sonora (isso é até comunidades de orkut).
Bom mas voltando ao musical, me lembrei do "Rent".
Esse musical começa com uma trilha que fala sobre isso: Como você mede um ano? E no final da música ela diz: Meça seu ano em amor...
Como fazer isso gente??

Não consigo nem medir meu amor.
Essa semana comecei ler o livro "Histórias para aquecer o coração" e em uma das histórias de título "Não há amor maior" conta a experiência de Heng, um garotinho vietnamita que estava com um grupo de missionários quando este foi atingido por uma bomba. Os missionários e duas crianças morreram e muitas ficaram feridas, inclusive uma menininha de oito anos que estava perdendo muito sangue e se o sangue não fosse reposto com certeza morreria.
Muitos pedindo ajuda, enfermeiros e médicos americanos que não sabiam falar vietnamita começaram a usar a linguagem de sinais improvisados para pedir socorro. O pedido foi aceito pela mãozinha de Heng, que levantando-a se colocou a disposição para ajudar.
Com o bracinho limpo com álcool, as veias de Heng foram invadidas por um catre e durante toda aquele terrível experiência Heng começou a chorar em silêncio, soltando apenas uns soluços discretos.
Percebendo aquilo, uma das enfermeiras americana com gestos perguntou a Heng:
- Esta doendo?
Ele limpando o rostinho acenou que não, mas continuou com o choro.
Aquilo incomodou a enfermeira, que queria saber o motivo das lágrimas de Heng, já que não sentia dor. Foi quando uma enfermeira vietnamita chegou e perguntou a Heng por que ele estava chorando. Conversaram um tempo e logo a enfermeira vietnamita disse a equipe americana:
"- Ele achou que estava morrendo. Entendeu tudo errado, entendeu que vocês tinham pedido todo o sangue dele para salvar a garotinha."
A indagação veio na hora por um dos médicos:
- Mas por que ele faria isso?
A enfermeira vietnamita voltou-se a Heng, fez a mesma pergunta e foi surpreendida com a resposta:
- Ela é minha amiga.

Gente isso esta me incomodando tanto?
Não sei como medir meu amor,
e não sei também como se mede um ano em amor quanto mais uma vida.


regisous@

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Tentando parar de fumar.

Preciso de incentivos gente!! Me ajudem!
E pra família do Valdir:
Desculpas e meus sentimentos...risos

regisous@

Amores vem e vão, mais deixam o coração.

Existem histórias de amor que não são poemas,
são contos, mas nem por isso deixam de ter finais felizes.
O amor tem disso, não precisa de passado pra existir e
não tem forma nem fórmula definida.
Vivi várias facetas desse sentimento.
Uns poemas lindos, com finais não tão lindos assim;
Uns post its, gruda no início mais depois,
perde a cola e cai ai você acaba esquecendo;
Uns anúncios de classificados, aqueles que sempre estão disponíveis,
basta pegar o telefone e ligar;
Uns telegramas, mesmo de longe sempre dando sinal e
notícias claras, simples, mas pequenas.
Mas os melhores são amores da vez,
aquele que estamos vivendo agora,
aquele que amanhã poderemos ainda estar com ele,
ou apenas lembrar dele,
mas que enquanto estejamos com ele...
QUE SEJA ETERNO,
como é eterno o sopro da vida,
e a busca do amor deve ser.

regisous@
eterno enamorado

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Halloween - 2008


Dia 08 de novembro, sábado foi a 9ª edição da halloween em gyn,
A entrada faz referência a um caixão, logo depois da entrada tinha um cemitério e muitas fantasias criativas (o Harry Potter estava la...).
O local esse ano foi péssimo, não tinha estacionamento para os carros (o carro do meu amigo Vanderlan foi saqueado), a fila para entrada foi desumana e lugar muito abafado.
Mas em compensação, as músicas estavam muito boas, duas pistas de dança, onde eu e o Danilo ficamos igual duas baratas tontas.
Enfim, esperava mais dessa festa esse ano. Que venha 2009.
regisous@

Amigos reunidos, não tem preço...


Sou muito feliz com os amigos que tenho.
Sortudo,
por que moro com o melhor e maior amigo que alguém pode ter...
passamos juntos momentos alegres e tristes.
Um tipo de amigo que a gente não faz, a gente reconhece no primeiro olhar,
e sob a sombra deste, tudo fica mais calmo, sereno e fácil.
Na sexta, dia 07 de novembro eu e esse amigo fizemos um jantar para celebrar nossa amizade, juntamente com outros, vindos de lugares e épocas diferentes...
Abraços calorosos, sorrisos verdadeiros e emoções gravadas em nossos corações.
Obrigado amigos.
Pela presença e pelo carinho eterno dedicado a mim.
amo vocês pela força do brilho dos vossos olhos,
pelo calor dos vossos abraços,
e pelo teor dos vossos beijos.
regisous@

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Mary Poppins

Hoje foi um dia atípico pra mim...acordei cedo fui para o Colégio Ávila e chegando lá a Júlia (auxiliar de supervisão) me perguntou se podia acompanhar um grupo de alunos ao Teatro Goiânia para assistir ao musical "Mary Poppins", na hora fiz um charme (coisa de professor que ta doido pra ir mas faz tipo) mas aceitei, e foi muito bom.
No espetáculo tem um ato que faz referência a "pipas" e pra quem me conhece bem sabe que adoro pipas, lembrei de coisas boas que estão acontecendo e na hora deu vontade de ser uma pipa (já que ser uma Mary Poppins ficaria tum tanto estranho) pra poder voar para outro lugar.
Outra coisa que me chamou atenção nesse espetáculo foi a quinta lição: "Não importa as circunstâncias nem a distância, o amor sempre vence no final." Piegas neh...mas adorei, e tenho certeza que não só eu. Não eh?
regisous@

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

F1 - 2008

Fazia tempo que não sofria por esporte assim,
só no final da copa de 1994.
uma tirinha do site http://www.nacapa.com.br/

regisous@

domingo, 2 de novembro de 2008

Pessoas especiais são assim...

...lembram da gente nas melhores horas.
Recebi de um amigo que esta em Curitiba num barzinho dançando e se divertindo muito.
Não mereço tanto.

OBRIGADO! Você também faz muita falta.
regisous@

sábado, 1 de novembro de 2008

Dia muito bom


Dia de sol, piscina, cerveja, churrasco e amigos (que são imprescindíveis)

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Terça-feira: "Dia de amigos no Alba's"



Pra quem conhece Goiânia, sabe que terça-feira é dia de tomar cerveja barata e gelada, comer casquinha de siri ou churrasquinho no Alba's. Pois tudo lá na terça sai pela bagatela de R$ 2,49 e em tempos de crise o preço de uma farra deve ser levado em conta.
Fomos eu, o Lu (amigo de casa e de bar), o Renatinho (amigo virtual que tornou real), Vanderlan (amigo da terra Natal - Iporá), o Zeca (amigo do Alba's - sempre encontro ele lá) e o Renatinho (amigo do Renatinho anteriormente), conversamos muito e bebemos também, pois estava fazendo 38° a noite em Goiânia, onde no durante o dia chegou a fazer 41°. Vocês tem noção o que é isso? Nessas horas percebo que ar-condicionado não é um luxo e sim uma necessidade...KKKK

Enfim, terça-feira em Goiânia é dia de amigo no Albas's.
regisous@

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

WALL.E




Voltei de Curitiba ontem e hoje acordei com uma vontade de ver filme repetido, e uma boa pedida é o filme Wall.e, volta do cinema mudo, com a marca disney. A foto é de uma miniatura que ganhei de uma pessoa que tem se tornado muito especial a cada dia, a história do filme se assemelha em partes ao que estou vivendo nesse momento... pessoas novas, lugares novos e sentimentos também novos, só esta faltando a parte de lutar (como o wall.e fez) para viver esse "novo".


domingo, 26 de outubro de 2008

02 anos sem você...



Se Adonias Dias dos Santos, "o Kasquete" e eu trocamos 10 palavras durante sua vida, foi muito.
Bom dia!
Como vai?
Até a volta.
As vezes nem isso.
Há pessoas que palavras são desnecessárias.
Nos entendíamos e amávamos mutuamente, meu pai e eu.
A morte chegou pelo interurbano em longas espirais metálicas.
Era tarde, ouvi a voz da minha irmã chorosa e orfã.
De repente não tinha pai.
Na sala dos professores na minha escola, procurei recompor tua lembrança
depois de tanta ausência.
Fragmentos da infância boiaram do mar de minhas lágrimas.
Vi-me correndo ao teu encontro.
Deste-nos pobreza e amor
A mim me destes a suprema pobreza, o dom da empatia e a capacidade de amar em silêncio.
Foste um pobre,
mendigava nosso amor em silêncio.
Tua morte diferentemente de todas não foi simples.
Dói...
depois sossega
Quando sossegou, lembro-me que a manhã raiava em minha casa
já te havia eu recuperado totalmente
tal como te encontras agora,
vestido de mim.
Não te direis adeus
de vez que acordastes em mim com uma exatidão nunca sonhada.
(versão de um poema de Vinícius de Moraes)

SAUDADES PAPAI...

sábado, 25 de outubro de 2008

Roteiro em Curitiba.



Shopping Muiller (Jantar de quinta);
Parque Bariguí;
Jardim Botânico;
Torre da Telepar;
Cantinho Árabe (almoço de Sexta);
Avenida XV de Novembro (rua das Flores);
Ópera de Arame;
Pedreira Paulo Leminski;
Parque Tanguá;
Parque São Lourenço;
Taco (restaurante mexicano - jantar de sexta);
Museo do Olho - Oscar Niemayer (exposição Tarcila do Amaral);
Bosque João Paulo Segundo e Memorial da Imigração Polonesa;
Universidade Livre do Meio Ambiente;
Bosque Alemão (Historinha do João e Maria);
Churrasco na casa da "Ju Misael"(almoço de sábado);
Shopping da Estação (jantar de sábado);
Parque Tinguí (Memorial Ucraniano);
Universidade Positivo (exposição Charles Darwin);
Shopping Bariguí (almoço de domingo);
Universidade Federal do Paraná (Símbolo de Curitiba);

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Um dia GYN em CWB.


Pode parecer brincadeira mas é isso mesmo gente,
Tive que tomar chopp gelado pra me refrescar aqui em Curitiba.
Usei durante o dia todo camiseta cavada e bermuda.
Na verdade estava esperando usar todos meus agasalhos que são impossíveis de usar em GYN e não foi dessa vez.
Muito sol, muito calor, esse choppinho ai da foto foi degustado de um barzinho na avenida XV de novembro aqui de CWB, famosa pelo Palácio Avenida, onde as crianças carentes fazem uma cantata de natal, onde atualmente funciona uma agência do HSBC.
Enfim, vivi hoje um dia goiano em curitiba.

regisous@

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Dejavú.

Acordei hoje assim,
Sentindo como se o passado se repetisse a cada xícara de café,
a cada bom dia trocado,
a cada sentimento,
e detalhe, ainda são 9 horas e 10 minutos.
Lembro-me da poesia de uma música de Cazuza, interpretada por ele mesmo na versão antiga do Barão Vermelho: "Eu vejo o futuro repetir o passado..."
Bom, vou tomar banho agora e enfrentar esse dia.

Ah!!! recebi essa foto por email e acho que ela ilustra o que to vivendo hoje o passado e o futuro misturados.

regisous@

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Um dia CWB em GYN.

Quando desejamos muito uma coisa, o universo todo conspira a nosso favor...
To doido pra ir pra Curitiba, e na véspera da viagem, tenho um dia curitibano aqui em Goiânia.

regisous@

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Alimentos transgênicos

Lindas bananas, pena os alimentos transgênicos não serem acessíveis a todos ainda...
Mas acredito na força da ciência.

domingo, 19 de outubro de 2008

Domingão e horário de verão.



Ontem, sábado, passei o dia todo na AABB, um churrasco em comemoração aos 200 anos do Banco do Brasil, bebi muito, na verdade estava precisando de um porre, (outro aliás...risos). Cheguei em casa as 17:40 me recuperei por que ainda tinha uma festa de criança pra ir...resultado: Fui, ruim, mas fui...precisava de brigadeiro na veia...kkkkk.
Hoje acordei tarde, percebi que estava mais tarde ainda quando me dei conta que hoje iniciava o horário de verão, tomei meu café de domingo (bem reforçado com direito a frutas e sandubas) e agora vou me arrumar para comer uma comida árabe no Toshca.
O melhor restaurante de comida árabe do mundo...a quem não concorde, mas para esses só espero que me provem o contrário...
Hoje é a inauguração da terceira unidade desse restaurante aqui em Goiânia, e pra minha sorte fica em frente ao Colégio Ávila, onde trabalho...to feito...risos.

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Noren - Japanese Food


Dia legal...Minha amiga Bel está aqui em casa, e é sempre uma festa quando isso acontece.
Fomos num restaurante de comiga japonesa, foi sua primeira experiência com os hashi (vulgarmente pauzinhos).
Lembrei de tirar foto quando ja estávamos comendo...risos
O Restaurante fica na praça de alimentação do shopping Flamboyant.
Eu adorei, mas não sei se ela achou o mesmo.
Fica a sugestão: Se você gosta de comida japonesa BARATA procure o Noren Japanese Food.

Eternity...


Recebi essa foto por email e lembrei do grande poeta e pinguço Vinícius de Moraes:
" ...Eu possa lhe dizer do amor que tive
que seja imortal posto que é chama
mas que seja infinito (eterno) enquanto dure."

Uma boa prova de que nem tudo é eterno é uma fomrinha de gelo com a palavra "eternity".
O gelo só continua eterno se mantido no frezzer...risos
E os sentimentos? Onde é que eu coloco?
regisous@

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Me sinto um macaco...

Uma idéia simples mas que deixa seu recado.
Uma pequena prova da teoria evolucionista... Me sinto um macaco hoje.

The phantom of the opera...

Simplismente lindo!!!
Fica a pergunta. Quem é o fantasma???

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Mensagem subliminar

KKKK...não resiti.
Tive que postar...
Boa sorte com a tatoo.

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

bar ROYAL

Pra quem gosta de um bom chopp Heineken, uma boa caipiroska exótica com vodka Stolichnaya e uma porção de pastéis a sugestão em Goiânia é o bar Royal, sem falar na boa música ao vivo. Ontem foi dia de chorinho com um grupo muito bom.
Lugar legal, chopp gelado e companhia especial.
Esse bar fica na Galeria Bravamall, em frente a Parque Vaca Brava aqui em Goiânia.
Vale a pena conhecer...

Não necessariamente...

Uma das palavras mais fortes que já conheci na vida é a palavra NÃO.
Um advérbio de negação.
Desde pequenos certamente é a palavra que mais ouvimos. Deve ser por isso que somos tão pessimistas, muitas vezes nos julgando não merecedores de certos SINs, que hora ou outra aparece.
Ouvi muitos NÃOs na minha vida.
NÃOs de pessoas que foram importantes, outras sem significado nenhum e hoje tenho escutado mais NÃOs de mim mesmo.
"Meu final de semana começa com o Mr. Smile... "apesar de ter ouvido e lido o contrário ainda acho que o Mr. Smile recebeu um NÃO. (só espero que o "necessariamente" assim como quase sempre também apareça....risos)
Sorridente...
E assim ele continua aqui no meu quarto.
Sorridente, esperando ancioso pelo seu SIM.

regisous@

sábado, 11 de outubro de 2008

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Adorei!!!

A criatividade é uma faceta incrível da inteligência e a matemática forma hábitos de pensamentos e habilita o indivíduo a usar melhor a sua inteligência, quando essas duas se unem, olha do elas são capazes:






Para um matemático que gosta de ABBA, não tem nada melhor.

Agora tente encontrar o valor de x na fórmula abaixo:

A resposta pode estar nas suas mãos. Pra quem não conseguir, depois posto a resposta ok...

Conheçam mais visitando o site http://logologos.blogspot.com/, a resposta esta lá.

regisous@

Maleta...

Perdi minha maleta uma cheia de nuvens e de flores.
Maleta onde eu carregava todos os meus sonhos embrulhados em neblina.
Perdi essa maleta em alguma esquina, de algum sonho e desde então ando tristonho sem saber onde pôr as mãos.
Se andando pelas ruas você encontrar a tal maleta
por favor me avise em pensamento, que eu largo tudo e vou correndo...

regisous@

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

"Diga não ao pum!"

Preciso de uma placa dessa para colocar no elevador do meu prédio...Achei a foto legal e resolvi postar. Fica de recado...
Pum, tambem é no banheiro...rsrs

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Antes de partir.


Ja parou pra pensar em uma lista de coisas que gostaria de fazer antes de morrer?
Depois de assistir esse filme comecei a pensar nisso. A história é dois homens que não se conhecem e acabam dividindo um quarto em um hospital e descobrem que tem menos de um ano de vida, ficam amigos e decidem fazer valer a pena os úlitmos dias de vida. Os atores são tops: Jack Nicholson e Morgan Freeman.
Fico a imaginar se é melhor saber o dia de morrer ou não. Bom acho que isso é uma sensação única, só mesmo assistindo o filme pra refletir melhor sobre isso. Não consegui assistir no cinema então quando abriu no cine sky, não perdi tempo.
Amei...

domingo, 5 de outubro de 2008

Ufa!!! Foi um sucesso...



Bom, quem tem me acompanhado, sabe o quanto trabalhei nesses últimos dias. Estávamos preparando um desfile de roupas feitas com resíduos sólidos (lixo). Foi um mês de muito trabalho mas graças a Deus o desfile foi um sucesso. Na foto acima temos alguns exemplos de roupas feitas com lonas de guarda chuvas velhos, pastas poliondas que seriam jogadas fora, tampas de requeijão, CDs, sacos de lixo preto, câmara de ar de pneu, cartas de baralho, radiografias (raio x), latinhas e lacres de refrigerantes, embalagens de amaciante e embalagens tetra-pak. Esses figurinos foram desenhados pelos alunos sob orientação de um estudante de moda "Lucas Silveira" (atualmente tenho usando muitas das roupas que ele cria, quase meu estilista pessoal... risos). Eu, como professor de matemática, ajudei na confecção das roupas juntamente com os alunos e nos números de cada roupa. Calculamos a área de cada peça utilizadas nas roupas, e uma projeção do preço de custo e preço de venda de cada roupa, foi uma experiência muito bacana. O desfile aconteceu na Mostra Vida no shopping Bouganville do Colégio Ávila.

Enfim, foi um sucesso...

sábado, 4 de outubro de 2008

Bagagem...


Hoje acordei cedo com uma dorzinha de cabeça (provavelmente proveniente do aparelho ortodôntico que apertei quarta-feira passada) e resolvi ler os últimos poemas do livro "Bagagem" (lançado no Rio de Janeiro em 1976), o primeiro trabalho publicado de Adélia Prado, uma Mineira de Divinópolis, sargitariana (assim como eu).
O que me chama atenção nos poemas de Adélia é que seu cotidiano é a própria condição da literatura, isso me encanta, pois a poesia esta na nossa volta, basta ter sensibilidade.
"Atávica"
(um poema de Adélia que conta um pouco de mim)
"Minha mãe me dava o peito e eu escutava,
o ouvido colado à fonte dos seus suspiros
'Ó meu Deus, meu Jesus de misericórdia'.
Comia leite e culpa de estar alegre quando fico.
Se ficasse na roça ia ser carpinteira, puxadeira de terço;
cantadeira, o que na vida é beleza sem esfuziamentos, as tristezas maravilhosas.
Mas eu vim pra cidade fazer versos tão tristes
que dão gosto, meu Jesus de misericórdia.
Por prazer da tristeza eu vivo alegre."

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Exposição Vida.


Poesias Suspensas...

Uma idéia legal para você viajar em versos e estrofes.
Parei, olhei e me deleitei durante algum tempo em linhas maduras de pedacinhos de gente que fazem parte do meu dia-a-dia (meus alunos).
Uma que me chamou atenção foi a do aluno Leandro Rezende do 8° ano B. Veja:



quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Lego...



Apesar de nunca ter tido um , apenas brinquedos que lembram, sempre me pego montando e desmontando coisas, objetos, casas, sentimentos e até eu mesmo.
Engraçado uma coisa desmontada, sem forma. Dias atrás o carro de um querido amigo estragou e fomos ver como andava o conserto. Chegamos na oficina tinha tanto parafuso, tanta peça espalhada. Ficamos em transe, que teve seu fim com a frase bem humorada do meu amigo: "Filhinho (mecânico) você tem certeza que consegue achar um lugar para tudo isso?". Hoje o carro dele está perfeito.
Anteontem foi a vez de um computador, depois de uma queda, precisar de cuidados especiais. O dono desse aventureiro alega ter passado algum tempo brincando de lego com as peças do computador e o que é pior, algumas coisas ainda não estão funcionando bem.
Quando éramos crianças, tínhamos prazer no processo de montagem, ficávamos horas montando e desmontando, movidos pela satisfação de apenas fazer, montar e a medida que crescemos o prazer passa a ser, quando as coisas estão prontas.
Ficamos grandes e perdemos a capacidade de nos divertir no processo de montagem.
Deve ser por isso que quando nos sentimos derrotados, destruídos, verdadeiramente desmontados, nada parece ter solução. Se ao menos tivessémos na garantia hehehe...Mas não estamos mais.
Resgatemos o prazer na montagem, só assim podemos entender que jamais estamos prontos e que a "vida é mais tempo alegre do que triste. Melhor é ser" (Adélia Prado).
Não esquecendo dos riscos, ficar perfeito como o carro ou debilitado como o computador


Hoje estava desmotivado e com um cansaço fora do comum, acordei cedo apesar de não precisar, pois só começava a trabalhar as 10 horas da manhã e comecei a conversar com alguem muito especial no msn, foi quando recebi dessa conversa uma inspiração, e então escrevi esse texto.


terça-feira, 30 de setembro de 2008

Terça-Feira


Hoje acordei muito cedo, as 05h e 42 min, despertei antes do despertador, e a primeira coisa que fiz foi tirar essa foto da vista da janela do meu quarto. É minha primeira vista de todas as manhãs. Agora são 23h e 03 min, e estou aqui pensando no dia corrido que tive hoje, 10 aulas (geralmente nas terça-feiras e vigio prova nas duas primeiras aulas de manhã e nas duas primeiras aulas da tarde, mas hoje não teve prova e tive que dar essas 4 aulas) e um conselho de classe, sem contar no trânsito de Goiânia do horário de pico.
Como mensagem no meu orkut, apareceu: "Você terá uma velhice tranquila". Achei engraçado e pensei: "Será que chego na velhice se tiver outro dia como esse?", ai me lembrei das tarde em que chegava do trabalho, cansado, exausto, quando ainda trabalhava lá em Iporá e começava a reclamar pro meu pai, e ele com muita calma e serenidade me dizia: "Meu filho, Deus só coloca pedra no nosso caminho que a gente consegue tirar." Tento confiar nisso todo dia. E hoje percebo a diferença que fez em mim as tardes que ficava conversando com meu pai. Sinto saudades.

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Baile da Primavera


Eu e o Luiz chegamos em Iporá e fomos direto para o Baile da Primavera.
Gente!!! Me senti numa cidade cinematográfica da globo.
As pessoas caracterizadas e dançando seu forró humildemente.
Felizes e se divertindo.
Meus amigos assustados com o tipo de programa que estávamos fazendo, pois afinal, o amigo da capital tinha chegado, vamos zuar. Mau sabiam eles que estava adorando viver aquela festa que meus avós íam quando eram vivos.
Ta certo que não consegui ficar até a festa acabar, na verdade queria conversar, colocar o papo em dia. Mas me diverti muito.
Que venha a primavera.

Cigarras...

Todo mundo já deve ter ouvido a história da cigarra e as formigas. Então, essa história tem me encabulado ultimamente. Neste final de semana fui para meu reduto de Iporá, e lá a tarde se despede ao som das cigarras, (essa ai da foto, tirei no tronco do pé de sicupira que fica em frente da minha casa). Som não compreendido, logo depois fui andar pelo quintal e comecei a ver o exoesqueleto dessas cigarras grudadas e comecei a pensar na dor que elas devem sentir para soltar aquela casca, fenômeno indispensável para o crescimento das cigarras.
Então entendi.
Mudar é isso, tirar o que esta te engessando, incomodando.
Nem que para isso você tenha que fazer um som estranho e mau compreendido.
Dói, depois sossega.
Quando sossegar, quero lembrar da vida ruim que tinha para me alegrar com um novo amanhecer.
Então vamos -lá.